terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Auschwitz

No último fim de semana, resolvemos ir passear na Polônia, mais precisamente para a cidade de Cracóvia, antiga capital polaca, belíssima por sinal.

Como não podíamos deixar passar, fomos visitar Auschwitz também, o maior e mais conhecido complexo de campos de concentração e extermínio estabelecidos pelo regime nazista, na época da Segunda Guerra Mundial.

Confesso que fiquei um pouco apreensiva com a possibilidade da visita em Auschwitz, pois sabia o que me esperava, já que havia visitado algum tempo atrás, o campo de concentração de Bergen-Belsen na Alemanha. Bergen-Belsen já havia mexido muito comigo, os filmes, fotografias e depoimentos vistos eram fortíssimos e exigiam muito estômago ...

Depois de digerir a idéia e engolir em seco, resolvi encarar mais essa experiência, pois considero o Holocausto (plano de genocídio da população Judaica), o maior crime já cometido contra a Humanidade .

No total, aproximadamente 1,1 milhão de judeus foram deportados para Auschwitz. Além deles, foram deportados cerca de 200.000 pessoas de outras etnias para Auschwitz, como os ciganos, prisioneiros de guerra, entre outros.

Os recém-chegados a Auschwitz passavam por uma triagem, na qual a equipe das SS decidia quem era capaz ou incapaz de realizar trabalhos forçados. Os considerados incapazes eram enviados diretamente para câmaras de gás, que pareciam banheiros com chuveiros para enganar as vítimas, para que o processo fosse mais rápido.

As pessoas que chegavam lá não tinham a menor idéia sobre o que iria acontecer. Eles acreditavam que estavam indo para Auschwitz para trabalhar, os nazistas diziam que chegando lá, eles seriam separados de acordo com suas habilidades e instrução e iriam começar um ofício, ter uma vida digna.

Porém isso nunca aconteceu. Tudo não passava de um plano maquiavélico para exterminar todos os judeus existentes no mundo. As pessoas viviam em condições sub-humanas, realizando trabalhos forçados sem saber a morte horrível que as aguardava.

Do total de 1.3 milhão de enviados, as autoridades dos campos exterminaram 1,1 milhão. A nossa guia contou que uma vez, uma menina que escapou da morte no campo de concentração se reconheceu em uma das fotos expostas no museu, tiradas na época em Auschwitz... Impossível imaginar a dor de visitar um lugar como aquele depois de todo o sofrimento vivenciado lá.

E pensar que Hitler quase entrou em uma faculdade de artes em Viena, mas foi rejeitado. Queria ser um pintor e olha o que se tornou... Já dizia o provérbio: “SE QUERES CONHECER ALGUÉM, DÁ-LHE PODER”.

Josef Mengele, médico alemão que atuou em Auschwitz conhecido como “O Anjo da Morte", fez experiências como injetar tinta azul em olhos de crianças, deixou pessoas em tanques de água gelada para testar suas resistências, amputou membros de prisioneiros e coletou milhares de órgãos em seu laboratório. Ele morreu afogado em 1979, em Bertioga (SP), porém sua identidade só foi confirmada em 1992. Vejam vocês, o cara foi parar no Brasil e nunca foi punido. Revoltante...

Incrível é saber que tem gente que ainda diz que o Holocausto nunca aconteceu! Balela mais sem fundamento!

Enfim, depois da visita, não existem palavras para a escuridão e desolação de Auschwitz, só posso desejar que isso nunca mais aconteça e que sirva de lição para que o passado não se repita.

A história de Auschwitz é um misto de coragem e de crueldade, de como pessoas podem ainda encontrar capacidade de serem humanas mesmo em lugares desumanos.

4 comentários:

  1. Dennis Humberto Tinelli24 de fevereiro de 2010 03:24

    Nossa... imagino o que você sentiu nesse lugar, é de arrepiar! Me lembrou do filme Olga, quando ela foi mandada para o campo de concentração em Ravensbrück e foi assassinada na câmara de gás.
    Eu hein? Tô fora!

    Mas pela história, até encararia essa... acho rsrs!

    Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dennis, foi bem pesado mesmo! Mas vale a pena a experiencia, sem dúvida é uma lição de vida!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Fernanda...
    Pretendo visitar a Polónia na próxima semana e, claro está, Auschwitz...
    Diga-me... quanto tempo levou a visitar o campo? Uma tarde? Um dia completo?
    Obrigada*

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel, vc deve reservar umas 3 horas para fazer o tour, recomendo fazer visita guiada, fica muito mais interessante! Boa sorte!
    Abs,

    ResponderExcluir