quarta-feira, 23 de março de 2011

Vou ter um bebê na Austrália, e agora?

Depois de descobrir que estava grávida, uma outra jornada me aguardava: entender os diferentes sistemas e opções para se ter um bebê na Austrália.

O sistema de saúde aqui, num primeiro momento, parece ser bem complicado, mas com um pouco de informação, tudo fica claro e aí a decisão de qual caminho tomar depende dos futuros papais.

Resumidamente há 3 opções para se ter um bebê aqui: pelo sistema público de saúde, pelo sistema público de saúde em conjunto com um clínico geral, ou pelo sistema privado.

Pelo sistema público, conhecido como “Medicare”, a pessoa não terá quase nenhum gasto do próprio bolso. O governo cobre as consultas, hospital, o parto e a maioria dos exames. A diferença é que nas consultas, a gestante, geralmente, é atendida por uma parteira e não por um médico. A gestante também não tem escolha sobre o tipo do parto, ou seja, ele será natural, a não ser que haja alguma complicação. Caso a pessoa só tenha seguro de saúde privado, ela também pode optar em usar o serviço público e assim, não terá qualquer gasto. A parteira (e se necessário, o médico) que estiver de plantão é que fará o parto.

Pelo sistema conjunto (Medicare e clínico geral), a pessoa só terá gastos referente às consultas com o médico, sendo que o Medicare cobre parte das mesmas. No caso do parto, o esquema será que nem no sistema público. Importante frisar que o médico, nesse caso, não é um obstetra, e sim um clínico geral. Nesse caso também, a gestante se divide entre consultas com o médico e consultas no hospital.

Pelo sistema privado (a pessoa possui um plano de saúde privado), a gestante tem o acompanhamento de um obstetra durante toda a gravidez e será também o mesmo médico que estará presente na hora do parto. O hospital também será particular ou se o hospital escolhido for público, a gestante será tratada como paciente particular. Mas antes de escolher o médico, é preciso escolher o hospital, que aí sim, disponibilizará a lista de obstetras que lá trabalham e a gestante pode então escolher o de sua preferência. Para isso, há visitas nos hospitais privados, onde eles mostram tudo na maternidade para que a gestante faça uma escolha consciente. A vantagem desse sistema é o atendimento personalizado durante toda a gravidez e o conforto de saber que será o médico que te acompanhou a gravidez toda que estará com você na hora H. A desvantagem é o custo, que é bem alto. Mesmo a pessoa reembolsando do seguro de saúde privado, parte dos gastos com consultas, exames e parto, ainda assim, a despesa do próprio bolso pode variar de 6.000 a 10.000 dólares.

Eu conheço pessoas que optaram pelo sistema público e outras que optaram pelo sistema privado. Em ambos os casos, correu tudo bem, embora o tratamento daqueles que escolheram o sistema privado, tenha sido melhor. Mas isso não é nenhuma novidade, e é assim em qualquer lugar do mundo.

Agora uma pergunta que me acompanhou durante muito tempo: é possível ter o parto em hospital particular com obstetra sem nenhum gasto adicional (como no Brasil), tendo um super seguro-saúde? Infelizmente a resposta é não. Não existe no mercado australiano um plano de saúde que cubra 100% de todos os gastos.

Bom, eu demorei meses para descobrir e entender o sistema e as opções daqui, por isso resolvi publicar um post sobre esse assunto. Mas quem tiver alguma dúvida, é só escrever!

No mais, ando feliz da vida e a barriguinha já está crescendo! Próximo passo, descobrir se teremos um menino ou uma menina!

18 comentários:

  1. Parabéns pela gravidez!!! q alegria!
    Também estamos pensando em "engravidar" neste ano e é bom q já passaste umas informações de como as coisas funcionam por aqui. Q decisão vc teve? vai fazer pelo medicare ou privado?
    Desejo muita saúde e alegrias para vcs!!!
    bjão,
    Francine
    email: drafrancinejaeger@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Minha nora teve a minha netinha pelo sistema público, não gastou nada, foi super bem tratada e assistida. Parto normal, claro, aí na AU não tem escolha a não ser que tenha um problema que não possa ter normal.
    As "parteiras" esqueci o nome agora, alguma coisa terminando em "wife" rsrs são atenciosas, competentes, educadas e cuidam de você antes e depois de ter o baby. Se você quiser dou seu blog para ela e vocês conversam, ela poderá indicar alguma coisa para você. Basta entrar no meu email pelo meu blog.
    Saúde e sorte.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oie, Fê querida!
    Seja lá qual for o plano que você escolher, vai dá tudo certo ;)!

    E vai curtindo... É tao gostosa esta fase, né? ver o bebê crescendo na nossa barriga e a gente nao vê a hora de conhecer o rostinho e aquele pezinho que vive chutanto a gente.

    Beijinhos nos três,

    Pri

    ResponderExcluir
  4. Parabéns futura mamãe! E muito obrigada pelas informações importantes vou guarda-las para quando chegar a minha hora. hehehe

    Abraços.
    Luciane

    ResponderExcluir
  5. Ola Fernanda,
    Meu nome eh Josi e moro nos Estados Unidos.
    Minha cunhada mora em Sydnei e eh casada com um Australiano gente boa d+++++!!! Como eu e meu marido estamos pensando em ir p/ Australia de mala e cunha, pois meus cunhados estao na pilha p/ gente morar ai com eles, eu acabei achando o seu blog dando umas pesquisadas aqui na net.
    Muuuito legal! Parabens pelo blog e muito mais pelo baby que esta a caminho!
    Vou ficar ligadinha nos seus posts e quem sabe um dia a gente ate se encontre num dia maravilhoso de sol pelas praias daiiiii kkk.

    Beijao

    :*:Josi_Avanzo:*:

    ResponderExcluir
  6. Francine, obrigada pelos parabéns! Te mandei email com maiores detalhes!

    Turquezza, obrigada pela dica, também tenho amigas que foram bem assistidas pelo sistema público. As parteiras aqui parecem ser bem amáveis, ao contrário das parteiras na Alemanha! rs

    Pri, a barriga tá de vento em popa,mas ainda não senti mexer! Não vejo a hora! Beijokas!

    Luciane, obrigada pela visita, tomara que vc resolva popular a Austrália com mais brasileirinhos logo logo!

    Josi, bem vinda ao blog! Tomara que dê certo de vcs virem pra cá! Boa sorte! Bjs!

    ResponderExcluir
  7. oi meu nome e jacqueline, moro em biloela e quero saber se posso fazer algumas perguntas, pois nao falo ingles e a vida se torna meia complicada se nao fala a lingua....

    ResponderExcluir
  8. Fernanda, preciso de ajuda....sou estudante, casada e estamos querendo ter um bebe....gostaria de saber mais sobre esse sistema de saúde da australiA, moro em Noosa, em Qld, e se tenho direito ao medicare, vc pode me ajudar? Meu email é pollynr.oliveira@hotmail.com obrigada

    ResponderExcluir
  9. Fernanda, muito bom seu blog!!!! Estou indo grávida para Brisbane...e queria tirar uma dúvida....
    Eu, no caso estrangeira, posso ter filho pelo governo (Medicare)???? com visto de estudante (sou dependente do meu marido)???

    Obrigadaaa

    ResponderExcluir
  10. Ju, no caso de ser estudante, vc precisa ter um seguro privado, pois não tem direito ao Medicare. Mas com tal seguro, vc não terá despesas se quiser ser atendida como paciente "público".
    Abs,

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu e meu marido estamos pensando em ir pra austrália ainda esse ano. Eu pra fazer um curso de.inglês preparatorio para ingressar numa pós graduação e ele e meu filho irão com visto de.dependentes me acompanhar. A intenção eh ficar, já q a vida no Brasil tá muito perigosa ainda mais com criança. A princípio o nosso visto eh de estudante então me preocupa muito quais as nossas opções nesse caso... Eh possível q eu tenha outro bb na austrália e por isso preciso saber como fica no nosso caso. Eu sei q meu filho n tem direito a escola pública porque meu visto e de estudante. Poderia .e ajudar? Meu email eh marialuizalyra@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  12. No caso de termos um seguro privado que não contemple serviços com obstretas, prenatal e pos-natal e etc. Pode-se utilizar o sistema público, mesmo assim? Ou já tem que ter todos os serviços pagos no particular? Muito Obrigado.Ligia

    ResponderExcluir
  13. Fernanda, sabe me informar o que acontece, se uma estrangeira for grávida para AU, e tiver o bebê na Austrália, mas estiver com visto apenas de turista? o que acontece com o bebê?

    ResponderExcluir
  14. Olá Fernanda,
    Quem vai com visto de estudante também pode ser atendido na saúde pública? Você sabe quais são as opções para estudantes?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, tenho as mesmas dúvidas que você! :( não sei se vc já foi para AU ou se tb já foi respondida sua pergunta. Sei q como estudante, temos obrigatoriamente que contratar um seguro saúde porém este não cobre as consultas de gravidez, exames e tal. O que me questiono é se como estudante, sem residência definitiva na AU, eu posso optar por ter meu bebê no sistema público de lá, se tenho este direito? Pode me ajudar?

      Excluir
  15. Oi Fernanda,
    Sei q como estudante, temos obrigatoriamente que contratar um seguro saúde porém este não cobre as consultas de gravidez, exames e tal. O que me questiono é se como estudante, sem residência definitiva na AU, eu posso optar por ter meu bebê no sistema público de lá, se tenho este direito? Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  16. Oi, Fernanda. Estou morando em Sydney há 8 meses, com meu marido e filho de 3 anos. Temos o visto 457 sponsorado pela empresa do meu marido. Há 1 semana descobri que estou grávida, mas tenho muita dúvida sobre como funciona o sistema de saúde daqui. Nosso plano é o BUPA, mas ele não cobre gravidez (não sei como demos esse vacilo!). Como funciona? Quais são os meus próximos passos? Agradeço muito se você puder me ajudar esclarecendo essas dúvidas! Obrigada!!!

    ResponderExcluir