segunda-feira, 28 de junho de 2010

FIFA FAN FEST EM SYDNEY


A FIFA Fan Fest está sendo realizada em nove cidades sul-africanas e em seis cidades não africanas: Rio de Janeiro, Cidade do Mexico, Sydney, Paris, Roma e Berlim.

Aqui em Sydney ela está acontecendo no Darling Harbour (um lugar lindo!) e tem capacidade para 20.000 torcedores. Todos os jogos são transmitidos através de telões, independente do horário, pois há jogos, como os do Brasil, por exemplo, que são transmitidos geralmente às 4:30 da manhã. Há também barraquinhas montadas vendendo bebidas e comidas variadas.

Nós fomos ver a abertura da copa e o jogo de estréia. Achei o evento bem organizado e as pessoas foram vestidas de acordo com seu país, o clima multicultural estava ótimo e nos divertimos bastante.

Uma pena que a Austrália não foi tão bem no campeonato acabou sendo desclassificada na primeira etapa. Porém, isso não estragou o clima da copa por aqui, pois são tantas nacionalidades vivendo em Sydney, que ainda vai ter muita festa e comemoração em relação aos jogos por aqui.
Comparecemos também no jogo Brasil e Portugal, transmitido à meia-noite (iupi!), horário daqui, e estava lotado de brasileiros. Uma pena que o resultado não foi bom, mas como o Brasil já estava classificado, isso não interferiu na festa.

Ainda sobre a Copa, feio mesmo foi a atitude do Dunga xingando um jornalista da Globo em uma entrevista coletiva. Tudo bem que há conflito com a Globo e ele estava meio tenso com a situação, mas isso não justifica uma atitude baixa dessas na frente de tantas emissoras e espectadores.

Às vezes é difícil controlar nosso mundo interno, mas às vezes, um pouco de auto-controle não faz mal a ninguém. Como o Dunga pode esperar controle emocional de seus comandados se não domina as próprias emoções, sobretudo as agressivas?

Vejam o vídeo da entrevista:

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Entre o Sim e o Não

A habilidade de saber dizer “não” é um privilégio desejado por muitos, mas conquistado por poucos. E o povo brasileiro é um dos que mais tem dificuldade em dizer “não”. Escutar um “não” de alguém então, é pior ainda.

Eu não sou exceção, ou melhor, não era exceção. Até poucos anos atrás, eu tinha a mesma dificuldade, passava por cima de mim mesma, das coisas que acreditava e desejava, para atender o desejo dos outros, mesmo que isso acabasse me prejudicando.

Por isso que acho que a maior e melhor lição que aprendi vivendo na Alemanha foi a de dizer “não” quando algo fosse ou pudesse me prejudicar.

Os alemães são um povo direto e honesto, se não gostam de algo, dizem logo na cara, e não é por mal, é costume deles dizer a verdade, mesmo que isso possa magoar as pessoas. Antigamente essa era uma característica que eu abominava, hoje é uma qualidade que eu admiro e sou eternamente grata por ter aprendido essa lição nos seis anos que lá vivi.

Hoje eu me respeito muito mais como pessoa, hoje eu me coloco em primeiro lugar. De que adianta eu querer ajudar alguém se isto vai me prejudicar? Como vou poder ajudar os outros se eu não estiver bem comigo mesma?

Então hoje eu cuido de mim, e se eu puder cuidar de você, sem me descuidar, eu vou fazer com todo o prazer do mundo! E vou poder te ajudar de uma maneira muito melhor!

Mas se por um acaso eu tiver que dizer “não”, com jeitinho e educação (meu lado brasileiro), é porque realmente eu não posso colocar você acima de mim. E se você realmente gostar de mim, não vai nem querer me colocar nessa situação.

Quando a gente sabe exatamente o que está fazendo e porque, acaba rejeitando as propostas e pedidos alheios, não por egoísmo, mas por necessidade.

Além do que, o principal segredo do fracasso é tentar agradar a todos. Quem agrada a todos, não agrada ninguém.

Por isso, antes de pedir ou fazer algo, tento sempre me colocar no lugar da outra pessoa. Isso ajuda a entender o que é razoável exigir e o que não é.

E se eu pedir algo, sei e entendo que há duas respostas possíveis: sim e não. Então antes de pedir, tenho que estar ok com as duas possibilidades.

Mas porque esse desabafo afinal?

Porque me pediram algo, que iria mudar um tempo da minha vida e de outra pessoa e ainda provavelmente me traria consequencias negativas futuras. Eu, educadamente e carinhosamente disse “não posso”, explicando a situação e o porque da decisão.

E sabe o que eu escutei esses dias? Que estão dizendo que eu fui brusca na minha resposta e que eu deveria ter inventado uma desculpa melhor!

Engraçado isso, tem brasileiro que prefere ser enganado com qualquer ladainha do que escutar a mais pura verdade.

É desse tipo de atitude que eu não sinto a menor saudade...

"Mais vale um minuto de vida franca e sincera do que cem anos de hipocrisia. " (Angel Ganivet)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Inglês Australiano

O inglês é a língua oficial da Austrália, embora a gente ouça muitas expressões locais diferentes e o sotaque australiano variar de região para região.

O inglês daqui se assemelha mais ao britânico, pois a Austrália foi colonizada pelo Reino Unido.

Característico do sotaque australiano é que o australiano suprime o "r"no fim das palavras, que é bem forte e presente no inglês americano. Então por exemplo, a palavra “enter” é pronunciada “ ente”.

O som britânico "ei" é pronunciado como "ai", como em: day, mate e yesterday.

Outros exemplos são:

I KNOW em “Australiano”fica algo como “AIEE NAUMMM”.
RIGHT NOW fica “WEI NELL” .

Na nossa primeira semana aqui, vieram entregar uma geladeira em casa. Os caras chegaram com a geladeira, colocaram no lugar e falaram que eu não poderia ligar por um determinado período de tempo, que eu não conseguia entender. Ele dizia:

"You can’t turn that on for two ééuess." (Você não pode ligar a geladeira por…???)

E eu: "ããããhhh? For two days?" (Por dois dias?)

E ele: "No, for two “ééuess”." (Não, por dois ... ?) e já me olhando meio torto...

Aí eu chutei: "for two hours?" (por duas horas?) pensando na lógica da coisa.

BINGO!!!! Pensei comigo, caramba, aprendemos a falar “auãrs” e o cara me manda “ééuess”, que sotaque mais esquisito!

Para terminar o post, não poderia faltar a tradicional expressão: “No worries mate" (fala-se Máit), que significa mais ou menos: não se preocupe companheiro.

Aliás esse é o lema de Sydney, os caras não se preocupam com nada, é tudo calmo, no stress, lembra até um pouco a Bahia, que eu adoro viu gente!!

Porém vou confessar uma coisa, de vez em quando bem que eu gostaria que eles se preocupassem um pouquinho, só um pouquinho mais com as coisas!

Escutem o diálogo abaixo de uma empregada brasileira com uma australiana no telefone. É por isso que eu adoro o Brasil, eita povo prestativo!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Socceroos

Com a copa do mundo se aproximando, resolvi falar um pouco sobre o tema futebol, afinal de contas, é só o que se fala por aqui, por aí, lá, acolá...

Na Austrália, o time de futebol é chamado carinhosamente de “Socceroos” (soccer + kangaroo), que traduzindo, é uma mistura de jogador de futebol com canguru! Bem criativo, não? E eles usam verde e amarelo, já gostei!

Para falar a verdade, o que os australianos gostam mesmo é de rugby, esporte esse desconhecido pela minha pessoa até antes de vir morar aqui. Mas voltando ao futebol, vou torcer em primeiro lugar pelo Brasil, é claro! Brasil com muito orgulho sempre!

Ocorre que no dia 13 de Junho vai jogar Alemanha X Austrália. E todos me perguntam:

- E aí, vai torcer para quem?

Sinceramente?

Vou torcer para a Alemanha, que foi minha casa por seis anos e que me concedeu sua cidadania. Então, no papel e no coração, eu também sou alemã. Mas é claro que se eu for assistir o jogo num lugar público vou tentar me controlar, pois será eu contra o mundo, e estou tentando me integrar e não criar inimigos! rs

Quem sabe, mais lá na frente, a Austrália não bate a Alemanha no meu coração, né?! Mas por enquanto, o placar é o seguinte:

Brasil: campeão
Alemanha: vice
Austrália: terceiro lugar (com muito carinho e muito potencial de crescimento)

Olhem que comercial hilário de um refrigerante apoiando a seleção australiana (os Socceroos). Detalhe, apoio até de cuecas!


sábado, 5 de junho de 2010

Sydney By Night

Outro dia nós resolvemos sair a noite na “city” (centro de Sydney) e ver como é a vida noturna da cidade.

Não preciso nem dizer que a cidade se torna ainda mais bonita a noite, com os prédios e as ruas iluminados. A ponte então (Harbour Bridge) é um show parte!

As ruas são cheias de gente: jovens, adultos, idosos e crianças, se vê tudo! Até porque tem todo tipo de entretenimento para qualquer tipo de gosto.

Tem um lugar que nós adoramos chamado Summit (http://www.summitrestaurant.com.au/). Este bar-restaurante encontra-se no topo de um dos mais altos edifícios da cidade, e tem a particularidade de ter um piso redondo e giratório.

O Summit não é dos mais baratos, mas é acessível para ocasiões especiais, ou para tomar um drinque (uns 18 dólares), comer sobremesas (por volta de 13 dólares) e admirar a vista do alto da cidade. Esse lugar é uma opção para quem não quer gastar 25 dólares para subir na Sydney Tower e ter também uma vista panorâmica, pois o Summit é free, quer dizer, você só paga aquilo que consumir.

Outra coisa que me chocou um pouco é o tamanho da mini-saia que as meninas usam aqui... A mini-saia brasileira não chega nem perto. Como diz uma amiga, elas não usam mini-saia, mas sim, um cinto mais comprido! Cheguei a ver pedacinhos de bunda, pare se ter uma idéia! rs

E depois usam aquele biquini calçolão! Vai entender...

Abaixo um vídeo maravilhoso com um pedacinho da Austrália para vocês!

video

terça-feira, 1 de junho de 2010

Festival de Luzes em Sydney

Desde a semana passada, está acontecendo uma espécie de festival de luzes em Sydney chamado Luminous.

Nesse evento, que ocorre todos os anos, há performances e efeitos de iluminação que estão espalhados pelo centro da cidade e são assinados por artistas bem conceituados.

Nós fomos ver o show noturno que está acontecendo na Opera House. A estrutura da ópera é completamente branca e a noite, durante os dias do evento, ela muda de “estampa” de tempos em tempos, por causa das instalações de luzes.

Realmente é maravilhoso de se ver, Sydney a noite já é linda, com esse espetáculo então, fica um sonho!

Quem tiver a oportunidade, vale a pena dar uma chegadinha lá para ver esse espetáculo ao vivo. Quem não puder comparecer fisicamente, pode apreciar esse show no vídeo abaixo!

Divirtam-se!